terça-feira, setembro 26, 2017

De volta à Y-Guaçu Secreta - As Cataratas do Iguaçu Chakra da Terra (II)

 Ainda lembrando o livro "A Y-Guaçu Secreta", reafirmamos que na complexa anatomia multidimensional do corpo humano e de todos outros corpos, existem sete chakras principais. Cada chakra é um centro de força ou de energia. Quem sabe observar e sentir os seus chakras consegue captar, dirigir e direcionar essa energia vital para si mesmo ou mesma e para outros desde que nunca viole a regra do benefício e do bem ou do interesse maior.
Os pontos de energia se multiplicam pois ao passo que o corpo tem sete chakras principais, cada membro pode abrigar, a sua vez, chakras principais para a região ou chakras auxiliares quando visto do todo.
A mão, o pé, por exemplo possuem chakras.  

Para relembrar a quem conheceu o livro, os sete principais Chakras da Terra são: Monte Shasta, Lago Titicaca,  Glastonbury, Ulluro-Kattjuta, Pirâmide de Khufu (também Giza ou Cheops), Kuh-el-Malek Siah e Monte Kailash. Todos são lugares naturais de grande beleza física, paisagística e natural.
Com a exceção do Sítio Sagrado Kuh-e-Malek Siah, todos os lugares sagrados apontados como Chakras principais do corpo do Planeta são também atrações turísticas abertos à visitação de milhares ou milhões de pessoas por ano. Há épocas em que entre os visitantes predominam os  possuidores de conhecimento mais restrito, não por ser algo negado à maioria mas por simplesmente não haver chegado a hora de ter o interesse necessário à liberação das qualidades necessária para buscar o assunto. Há épocas  em que  os viajantes que não têm ideia da importância dos lugares visitados são a maioria. Contudo, quer saibam ou não, quer se interessem ou não,  quer percebam ou não, o motivo desses lugares serem sagrados são inerentes a eles. São valores multidimensionais, multidisciplinares e intrínsecos a eles.
Antes de passar a uma explicação maior sobre o funcionamento e o valor dos chakras, em linguagem mais simples, é necessário dizer que esses lugares antigos, habitados outrora por civilizações hoje extintas, com suas 'sabedorias' e também com suas perversidades, não estão presos a energias da parte negativa destas civilizações. Como sendo intrínseca, as energias do lugar estão ligadas à Terra, sua história geológica, vulcanológica, e eventos fantásticos que fogem das limitações da maioria das mentes humana.
O turismo dividido em dezenas de segmentos pode oferecer excursões de cunho natural ou ecológico a esses lugares, pode oferecer 'tours' com foco na história, na geologia, na fauna, no caso dos observadores de pássaros, de insetos ou outros animais ou ainda na área do entretenimento e esportes. Mas nada disso esgota as possibilidades daqueles que vêm a esses lugares sagrados e seus desdobramentos com o ânimo de se beneficiar de suas energias intrínsecas e imanentes.

De Volta à Y-Guaçu Secreta - As Cataratas do Iguaçu como um Chakra da Terra (III) o que está em cima é igual a o que está embaixo

Sistema endócrino Fonte: Só Biologia 

Os sete chakras principais ou ainda sete chakras “tradicionais” no corpo humano equivalem basicamente às sete glândulas “principais” do sistema endócrino do corpo material. Trabalham juntos. As sete glândulas são a glândula pituitária, a glândula pineal, a tireoide, o timo, a adrenal (supra-renais), os pâncreas e as gônadas - o ovário nas mulheres ou os “testes” no homem. É como se os chakras estivessem trabalhando juntos, paralelamente, pairando ligeiramente acima delas fortalecendo e energizando essas glândulas. A glândula pineal, por exemplo,  está ligada ao chakra Ajna mais conhecida como o terceiro olho. Em dimensões mais leves do aqui e agora. O "Ajna" está ligado à visão mais etérea, mais iluminada do mundo.  Adiante voltaremos a explorar cada chakra humano e suas glândula acompanhante.

De volta à Y-Guaçu Secreta - As Cataratas do Iguaçu como um Chakra da Terra (IV) Os chakras acima, os chakras abaixo


"A Terra está viva e contém o conhecimento que você procura. É a sua consciência que determina o que ela revela. Como acessar esse conhecimento? E onde estão as chaves para abri-lo e torná-lo  seu? A Terra fala. Ame-a, honre e respeite-a e ela irá revelar seus segredos"
Barbara Marciniak 



“Toda escolha humana é cosmicamente significativa”

Além de "possuir" ou seria melhor dizer, além de haver em nós, no seu corpo os sete chakras principais tão bem divulgados até agora, temos ainda uma quantidade infinita de chakras acima do chakra coronário (cabeça) e ainda outros chakras abaixo dos pés. É muito interessante senão, reconfortante saber que possuímos chakras fora de nós tanto acima como abaixo de nossos corpos físicos e com irradiações a partir deles que nos fazem parecer como verdadeiros seres de energia. 
Dessa quantidade infinita de chakras, acima e abaixo do corpo, resume-se que existem os principais cujos números, entre quatro e seis variam não segundo os chakras em si, mas segundo a observação, o uso ou a necessidade do pesquisador de simplificar o entendimento.  
O primeiro desses seu chacras fora do corpo acima de sua cabeça chama-se, entre outros nomes, "chakra estelar" ou simplesmente "oitavo chakra".  Ainda no esforço de ilustrar e descrevê-los, diferentes escolas e estudiosos afirmam que o  chacra estelar  se encontre a 10, 15, 30 e até 60 centímetros. Número exato não cabe aqui nesta área em que as coisas não são estáveis, fixas, pesáveis ou contabilizáveis. Com um pouco de orientação, dedicação e exercício o pesquisador - buscador o sentirá bem acima de sua cabeça da mesma maneira que quem sabe andar de bicicleta, dirigir um carro ou pilotar um avião não precisa estar conferindo números ligados ao que ele está fazendo. 
Este chakra é parte de uma rede  de conexão com o universo. Os chakras acima da cabeça, começando do estelar ou oitavo chakra, pode chegar até o número 12 e cada um deles avançando em níveis cada vez mais altos e maiores de iluminação levando a uma conexão com o nível monádico da divindade, onde a "pessoa" bebe diretamente da fonte. Cada nível de chakra contém as habilidades e essência do nível anterior além de  abrir o caminho para o chakra logo acima.
Símbolos importantes 
No nível mais "iniciante" de nossa discussão dos chakras aprendemos que o primeiro chakra ou o chakra básico se situa na região do sacro também conhecido como o chakra sexual.  O que parece nos fazer entender que ele seria o mais denso ou "inferior" abaixo do qual só haveria o chão. Mas não é assim. O nosso corpo é um representação do universo. Os Vedas, a literatura sagrada da antiga Bharat (Índia) traz essa visão à humanidade.Segundo os Vedas, o universo está dividido em catorze sistemas planetários. Sete sistemas  ascendentes (acima) e sete sistemas  planetários descendentes (abaixo). As palavras "ascendentes" e "descendentes" não têm implícitas nelas nenhuma forma de julgamento. 

Resumidamente se pode dizer que os sete chakras principais, do chakra básico (1º Chakra) até o chakra coronário (7º Chakra) representam a conexão com os sete universos ascendentes. Abaixo do 1º chakra (sexochakra), há mais sete localizados nos membros inferiores do belo projeto de criação que é o corpo humano.  O Srimad Bhagavatam explica onde estão os chacras no corpo humano e que representam os setes dos 14 sistemas planetários inferiores:

"Meu querido filho Nārada, saiba de mim que existem sete sistemas planetários inferiores dos quatorze no total. O primeiro sistema planetário, conhecido como Atala, está situado na cintura; O segundo, Vitala, está situado nas coxas; O terceiro, Sutala, nos joelhos; O quarto, Talātala, nos pés; o quinto, Mahātala, nos tornozelos; o sexto, Rasātala, na parte superior dos pés; e o sétimo, Pātāla, na sola dos pés. Assim, a forma Virāṭ do Senhor está cheia de todos os sistemas planetários".

Deste modo entendemos que andamos por aí, cada um de nós, representando o Universo, a forma da divindade. Essa é a distribuição dos Sete Sistemas Planetários Superiores e dos Sete Sistemas Planetários Inferiores tal qual estão representados no corpo de Brahma. Os Sete Sistemas Planetários Superiores representados pelos Sete Chakras Principais Superiores do Corpo são chamados Bhūr, Bhuvar, Svar, Mahar, Janas, Tapas e Satya.  Os Sete Sistemas Planetários Inferiores representados pelos chakras principais inferiopres, do primeiro chakra, para baixo já mencionados são: Atala, Vitala, Sutala, Talātala, Mahātala, Rasātala e Pātāla.

 ॐ भूर्भुवस्वः ।
तत् सवितुर्वरेण्यं ।
भर्गो देवस्य धीमहि ।
धियो यो नः प्रचोदयात् ॥  

Um dos mantras mais sagrados passados pela ciência transcendental védica se chama Gayatri Mantra.  Os nomes dos três primeiros sistemas planetários mencionados no Srimad Bhagavatam, Bhūr, Bhuva e Svar constiutem a primeira estrofe do Mantra Gayatri, considerado o mantra mais sagrado dos Vedas tendo sido citado em todos os Vedas e ter sido amplamente incentivado no Bhagavad Gita. O Mantra Gayatri, está transcrito aqui. Primeiro em sâncrito, acima, seguido da transliteração em alfabeto latino. 

Om bhūr bhuva svar
tat savitur varenyam
bhargo devasya dhīmahi
dhiyo yo nah prachodayāt
O corpo da Terra também tem representado em si, os sete sistemas planetários. O primeiro começa logo abaixo do chakra da sola de seus pés. De novo não sugerimos uma medida dele, no sentido de dizer que fica a 20 ou 30 centímetros abaixo do solo. Na hora de exercitar por si mesmo a super conexão de todos os sistemas endócrino, chakral de nossos corpos com o corpo da terra  e do universo, a presença e a localização dele será sentida. Em relação às sua conexão com a terra, é possível projetar seu enraizamento até o centro da Terra.   
Está chegando a hora de começar a entender o significado do conceito de  Hermes Trimegisto ao dizer na obra Tábua Esmeraldina
"É verdade, sem engano, certo e muito verdadeiro:
O que está embaixo é como o que está em cima
e o que está em cima é como o que está embaixo;
por tais coisas se fazem os milagres de uma coisa só".

O sistema de chakras dos membros inferiores inferiores de seu corpo, da cintura para baixo, equivale e faz parte do sistema de chakras transpessoais da Terra. Assim como há chakras acima da cabeça que são transpessoais - são seus e são do universo, são seus mas não estão em você, há também os chakras abaixo dos pés que de igual maneira são seus mas não estão em você, são seus mas estão na terra e se dirigem ao interior dela de onde vem a força necessária para o complexo e simples processo de "aterramento", ou de viver com o pé no chão.          




De volta à Y-Guaçu Secreta - As Cataratas do Iguaçu Chakra da Terra


Em 2005 publiquei o livro "A Y-Guaçu Secreta, as Cataratas do Iguaçu como um Chakra da Terra". A  proposta então foi jogar, a favor do vento, a informação - semente de que as Cataratas do Iguaçu ou A Fonte da Neblina Criativa, são um Lugar Sagrado e que, acrescento agora,  assim sendo, é um lugar com imensas possibilidades de oferecer uma experiência multidimensional para todos aqueles ou aquelas que as visite. 
Como eu não sei exatamente por onde começar a retomada deste assunto, me parece apropriado, abordar essa multidimensionalidade das coisas, começando pelo número sete. 

O número sete está presente em todas as expressões e literaturas sagradas como os setes céus, sete cidades, sete pedras preciosas, sete dias da semana, sete anjos, sete trombetas, sete vales tudo com algo aberto, como um convite, ao pensamento e à especulação (no bom sentindo).  O livro "A Y-Guaçu Secreta", recapitulou o conceito de Sete Chakras  da Terra e lembrou que a regra de ouro é aquela que, parafraseando, afirma:  "o que está embaixo é igual ao que está em cima". Quer dizer é um padrão. A terra e você são um só. Tanto você como a terra no tocante à criação obedecem aos mesmos princípios. 

Você se apresenta diante de mim nesta realidade com um corpo. O Corpo é o seu veículo de manifestação. O seu corpo é um veículo para que a  sua essência divina se manifeste. Porém,   alguém mais pega carona no seu corpo para se manifestar através dele. Estou falando da  vida. Tanto você essência, como a vida vão se manifestar nesse veículo, não só para a locomoção nele, mas também para o aprendizado, a experiência, a fruição, o desfrute e o progresso. Nada que você faça neste "corpinho", nada que você desfrute, você o está desfrutando sozinho ou sozinha. A vida está desfrutando junto com você e fazendo o universo acontecer. 

O mesmo acontece com a Terra. Ela é uma entidade, um ser e deste modo é o corpo de alguém ou de alguma coisa maior. Ela é a encarnação de algo e existe para que esse algo, nela se manifeste. A terra é um veículo de manifestação da vida. Sem a terra, essa vida que hoje nela se manifesta, não teria como existir e se manifestar. 

Digo a vida em sua essência.  E quando a vida, que em si é uma entidade, se manifesta, ela o faz abundantemente usando e abusando da diversidade. Cada espécie foi criada com backup e garantida por uma enorme diversidade. Mesmo aqueles seres com quem nós não somos simpatizantes como as lesmas foram criadas ou foram permitidas a surgirem com backup e seguro contra a extinção. Só de lesmas, os cientistas têm catalogadas 26 mil espécies no Planeta.  

sexta-feira, setembro 08, 2017

Re-coding Time by Lord Buddha



Channeled through Natalie Glasson – 8th September 2017 – Original Source: Sacred School of OmNa   https://www.omna.org/

With pure Planetary Level consciousness, I, Lord Buddha, come forth to greet you. I am the overseer of the Planetary Level and a guardian of the light of the Creator. It is my purpose to oversee the spiritual evolution of all within the Planetary level and deliver all that is the Creator to you. Every shift in ascension flows from higher dimensions through my being to you and all of humanity. Today I share with you the light, messages and divine will of the Creator as they divinely flow through my being. Please be open to receive, and I will fill you with a pure white light of great wisdom and empowerment.

sexta-feira, fevereiro 10, 2017

Mensagem dos cetáceos para a humanidade: a morte das baleias

Por Dianne Robbins

Queridos amigos,


Eu tenho pensado muito sobre as baleias e os golfinhos e querendo saber como estão conseguindo permanecer vivos em nossos oceanos cheios de  lixo tóxico, radiação além dos derramamentos de petróleo. Eu tenho estado especialmente preocupada com a condição de suas maternidades, muitas das quais já não existem. Aqui está a resposta deles:


sábado, dezembro 12, 2009

Um pedido aos empreendedores e visitantes (turistas)



Nesta postagem queremos destacar que as Cataratas do Iguaçu, a Fonte da Neblina Criativa, merece o máximo respeito de todos aqueles que a visitam. É um fato conhecido por todos que uma visita às Cataratas traz um bem-estar e um sentimento especial de estar bem que é explicado por todos como sendo "energético" que é ligado á energias e ao divino. As Cataratas revigoram. Cenas como a que aparece na foto, tirada de um catálogo de serviço que é oferecido ao turismo mundial, não deve ser encorajada. Nas cidades que circundam as Cataratas tanto Puerto Iguazú como Foz do Iguaçu, há bons restaurantes onde se pode comer; há hotéis e restaurantes próximos às Cataratas onde se pode comer, há outros lugares românticos e lindos onde se ode comer. Por que deveríamos trazer o buffet para a intimidade dos saltos mesmos? Por que trazer mesas e cadeiras e pratos para a área íntima do Santuário que são as Cataratas?

O Centro de Atividades Neblina Criativa pede aos empreendimentos que desistam de oferecer estes "produtos". Que concentrem os serviços nas áreas concedidas. As Cataratas não podem servir de palco, ou ainda pior pano de fundo para jantares, almoços e piqueniques. Aos clientes, pedimos a colaboração no sentido de evitar comprar esses produtos. Vocês estão em um Lugar Sagrado! Este é um pedido que fazemos em paz. Sem ânimo de luta ou combate. Não há nada que combater. Não há nada contra o qual lutar. É um pedido para deixar que a energia flua! Mas não é único pedido. Temos outros!

sexta-feira, junho 12, 2009

Imagens inesquecíveis




Temos o prazer de repercutir tanto a apresentação artística como o trabalho de abertura do Portal da Paz nas Cataratas do Iguaçu realizado pelo Centro de Estudos Xamânicos de Expansão da Consciência de São Paulo, Brasil.

segunda-feira, agosto 04, 2008

Ativação de Códigos em Lugares Sagrados




Depois de ter estado nas Cataratas do Iguaçu onde ocorreu um Workshop e Cerimônia das Águas nas Cataratas do Iguaçu no dia 20 de maio, Celia Feen se encontra agora na segunda etapa da viagem chamada "Ser Um" - Tour do Campo Global da Paz - 2008.
Em Foz do Iguaçu, os participantes do evento receberam confirmação do Arcanjo Miguel em canalização feita por Celia Fenn, de que as Cataratas do Iguaçu, lugar sagrado de importância global, planetária e galática estão conectadas com o Sol Central da Via Láctea e por isso recebem os códigos da Paz e da Abundância diretamente deste Sol Central.

O trabalho das cerca de 100 pessoas presentes ativou os códigos do Paraíso nas Cataratas do Iguaçu o que é extensivo para a toda a região onde as Cataratas do Iguaçu se encontram. Agora, na segunda parte do "Ser Um" - Tour do Campo Global da Paz, Celia Fenn se encontra na Inglaterra. No dia 08 de 08 de 2008 (ou 8.8.08), Celia estará junto com amigos de toda a Europa realizando uma meditação especial em Glastonbury, cidade inglesa considerada o Chakra Cardíaco do Planeta.

Mais tarde neste mês, Célia Fenn viaja para a Canadá onde, no dia 27 de agosto, Celia e amigos se encontrarão para um evento nas Cataratas do Niagara. A exemplo do que aconteceu nas Cataratas do Iguaçu, haverá também uma Cerimônia da Água nas Cataratas do Niágara e a ativação dos códigos da Paz com o propósito de criar a Abundância Global, através do Campo da Paz e de uma Nova Consciência. Ainda em Foz do Iguaçu, durante mensagem especial para a região, Celia destacou que os encontros de Londres, Glastonbury, do Canadá com Niagara Falls (Cataratas de Niágara) estariam completando a ligação Sul - Norte do mundo bem como a integração Sul-Sul no caso Africa do Sul e América do Sul.

Veja o site Starchild para mais detalhes. As fotos mostram detalhes da cerimônia e do workshop.

quinta-feira, julho 05, 2007

Berço do Iguaçu



Esta é a foto de uma das nascentes do Rio Iguaçu - são milhares delas. Infelizmente, a menos de 10 quilômetros das Nascentes da Fonte terrestre e física da Y-Guaçu Secreta e Sagrada, os rios já estão poluídos. Este blog começa a campanha para devolver o Sagrado ao Rio. Divulgaremos o assunto e você receberá dicas a partir do blog Rio Iguaçu. Só os fatos ligados à eco-espiritualidade do Rio serão colocados aqui! O autor está em peregrinação às Fontes daquilo que gera Neblina - quer dizer as águas! Veja também o site do Centro Internacional Neblina Criativa onde damos detalhes da Cerimônia de Lua Cheia nas Cataratas do Iguaçu realizada por trabalhadores da Luz no dia 20 de maio de 2008.

Foto gentilmente doada pela Prefeitura de Piraquara

terça-feira, janeiro 02, 2007

Introdução para a versão internet


A Y-Guaçu Secreta – As Cataratas do Iguaçu como um chákra da Terra, é um livro novo. Foi lançado em 2005. Colocá-lo na internet foi um passo natural. Penso nos milhões de brasileiros, portugueses, angolanos, moçambicanos, caboverdianos, guiné-bissauenses e outros possíveis leitores em Timor Leste, Macau, Goa, Diu, Galícia etc – sempre há a possibilidade de haver alguém em algum lugar desejoso de saber algo sobre o aspecto multidimensional das grandes manifestações naturais. O livro está disponibilizado gratuitamente. O trabalho continua para disponibiliza-lo também em espanhol e inglês – embora o texto possa ser sofrível (em inglês, Disponibilizei minha tradução das Belas Palavras que trata da Visão Guarani do Universo)

No aspecto ecológico as Cataratas do Iguaçu precisam de proteção e cuidado. Este ano, as Cataratas secaram. O rio Iguaçu secou. O aquecimento global é apontado como um dos fatores responsáveis. Se as Cataratas continuarem a ser alvo de abusos ambientais e econômicos poderemos ter sérios problemas. Este chákra da Terra não pode ser bloqueado. A versão impressa do livro ainda está disponível. Estou promovendo a venda dele como item de colecionador. A meta é levantar fundos para investir nos projetos ExpoVida, Permacultura Urbana e o turismo ecopsicológico – quer dizer baseado na ecopsicologia, economia solidária e técnicas alternativas de vida.

Nesta versão online, abusarei dos links e outros recursos que mudaram o nosso modo de “ler”. Aqui me lembro e presto homenagens a Marshall MacLuhan, o homem que previu a revolução dos meios. Obrigado.

Uma nota: as pessoas que desejarem fazer uma contribuição financeira para ajudar na missão deste blog-jornalista, blog-escritor, blogueiro-divulgador, entrem em contato para saber como podem proceder.

Que a Paz prevaleça na Terra!
Que la Paz prevalezca en la Tierra!
Toiko Py'aguapy Tenondete Ko Arapy Rehe!


Capitão Leônidas Marques, Estado do Paraná, Brasil
em novembro de 2006

Sugestão de Jornada

Y- Guaçu – Uma Jornada de Auto-descoberta e Purificação

O que é? É uma jornada, uma viagem pessoal para o desenvolvimento, descanso e renovação. As Cataratas do Iguaçu são um Lugar Sagrado para o povo Guarani. São a Fonte da Neblina Criativa que ascende para os céus desde as Cataratas conectando dois mundos. O mundo dos humanos, o mundo material, e o mundo da realidade. Este mundo nosso é uma reflexão do mundo real. A Neblina Criativa foi criada por Nhamandu Etê, nosso pai, o primeiro. A Neblina foi criada para refrescar as cabeças dos numerosos filhos de Nhamandu. A Neblina está alojada no topo de nossas cabeças, de onde ascende para o Universo.

Os elementos importantes nesta terra Guarani são: a Neblina, as Chamas Crepitantes, a Água, o solo vermelho, o verde da floresta, as rochas basálticas - testemunhas de nossa insignificância da altura de seus 120 milhões de anos.

Esta jornada é organizada como se fosse uma “excursão”. Tudo o que tem a ver com a parte comercial (fretamento de ônibus, hotel, guias de turismo, restaurantes, entrada ao Parque Nacional e Patrimônio da Humanidade) é feito por agência de turismo e os organizadores. O autor cobrará um taxa por pessoa a título de contribuição.


Sugestão
de Programação

Primeiro Dia. Chegada ao Hotel. Check-in. Introdução ao Programa. Com oportunidade de iniciar vivências (Dança. Meditação, círculo).

Segundo Dia. Círculo de Compartilhamento. Visita ao “Lado Brasileiro” das Sagradas Cataratas de Nhamandu. Logo após passarmos o Centro de Visitantes, começa a nossa concentração energética para o encontro. Chegada às Cataratas de Nhamadu, a Y-guaçu, Fonte da Neblina Criativa e Creadoura. De mãos dadas pedimos permissão para a visita. Descida silenciosa, sem distrações, pelas passarelas. Esta é uma hora de conexão e de olharmos para o nosso centro. Nos damos as mãos, de novo, para obtermos a permissão de chegarmos à representação material da Neblina Criativa. Deixemos que a ocasião seja um batismo. Que simbolize um renascer. Deixe todos os problemas para trás. Deixe para trás o mundo que escolheu a ilusão.

Observação: Depois deste primeiro contato descansaremos em um local quieto. O propósito é permitir que saiamos de nosso estado de contemplação de maneira harmoniosa. Somente depois poderemos fazer fotos, tomar refrigerantes e participar de ótimas excursões organizadas pelo turismo local como rafting, arborismo, canyoning, Macuco Boat Safári e outros. Neste e em todos os outros contatos com a Fonte da Neblina levemos uma toalha e uma muda de roupa. O uso de capas de chuva sob a Neblina é ofensivo para as Cataratas, segundo a nossa visão. A exceção, são os meses ou dias frios quando vento Original sopra do Sul e é época de proteção pois a Natureza se renova.

Terceiro Dia. Visita ao lado argentino das Cataratas do Iguaçu. O ponto alto deste dia será chegar com reverência ao ponto mais sagrado das sagradas Cataratas do Iguaçu, o maior dos “saltos”, um vórtice poderoso de energia, um ponto de contato e conexão entre os mundos de Nhamandu – um lugar, infelizmente chamado de “Garganta do Diabo / Garganta Del Diablo”.

A topografia anatômica da Mãe Y-guaçu é marcadamente diferente da que visitamos /conhecemos ontem. Há mais distâncias a caminhar. Tome o seu tempo para respirar toda essa energia. Nos comportaremos aqui na mesma maneira que nos comportamos ontem: concentração, pedindo permissão sempre, não tirando fotos enquanto nos comunicamos com as Cataratas. Compartilhamos uma meditação especial para este momento. Este lado da anatomia da Sagrada Y-guaçu oferece muitas oportunidades para experimentarmos e vivenciarmos locais ricos em energia como a Ilha de San Martín.


Nota: O Centro Neblina Criativa (em formação) ou o autor não organiza excursões, agenda viagens, reserva passagens ou hotéis, contrata guia ou realiza qualquer ação que seja da competência das agências de viagens. Veja nossos links para encontrar empresas amigas que apóiam o movimento. As jornadas serão acompanhadas pelo autor no papel de facilitador de processos pesoais.

Índice

I Aos leitores da Terra Guardiã
da Fonte da Neblina Criativa
II Aos leitores de Todos os Lugares Sagrados
III Dedicação
IV Agradecimentos

V Prólogo I
VI Prólogo 2 - Sobre os nomes

Capítulos

1 As atitudes
2 As Cataratas Sagradas
3 Os filhos de Nhamandú
4 Embaixo como em cima – os Chacras Humanos
5 Os Chacras da Terra
6 O Sublime Monte Shasta
7 Titicaca – O Umbigo do Mundo
8 UluroKattjuta – As Linhas do Cântico
9 Glastonbury – A Mensagem de Avalon
10 A Grande Pirâmide
11 Kuh-e-Malek Siah – O Misterioso
12 As Alturas do Monte Kailash
13 Os Chacras Auxiliares
14 Cataratas do Iguaçu
15 Y-Guaçu e seus irmãos e irmãs
16 Bem-vindo à Agartha
17 Uma questão de foco
18 O Universo é um Fantasma
19 Os Métodos de Maya
20 As Grandes Manifestações
21 Uma mensagem para o turismo
22 Como Visitar um Lugar Sagrado?
23 A Anatomia da Fonte da Neblina
Glossários de termos
Bibliografia

Textos Extras